Atualizado: 20 de Fev de 2020

todos temos alguma prisão.

seja por busca de consolação

ou capricho do coração.

é impossível plena liberdade

em um mundo com tanta inverdade,

um mundo em constante tensão,

onde tudo é muita sensação

e com pouca sensibilidade.


se o coração é prisão,

não é amor, é paixão.


acredite,

olhe para si mesmo

e não será difícil perceber

todos somos livres para sentir,

mas responsáveis por resistir

ou, quem sabe, insistir.

é só questão de saber

que não se age a mesmo

e decidir.


se o coração é prisão,

não é amor, é paixão.


(06.02.2020)




para Guilherme


quer um conselho, menino?

não tome este poema como conselho,

não acredite nem no teu espelho,

pois nada, nem ninguém é tão sabido.

é uma ousadia querer aconselhar.


por isso, meu doce menino,

aceite meu poema não como verdade,

mas como uma mera possibilidade,

como um lamento, um desatino

de quem só quer se expressar.


(06.02.2020)



rios correm para o mar,

mas nascem em montanhas,

um imponente altar.


na agitação do mar,

caudalosos rios deságuam

em fusão espetacular.


diante da fúria do mar,

não importa o quão poderoso,

todo rio se perderá.


assim é a vida,

nasce miúda e frágil para

na imensidão desaguar.


(05.02.2020)