Árvore

naquela árvore,

pássaro eram acolhidos

frutos suculentos

colhidos.


eu, ali deslumbrado,

observava aquele vai e vem

de vida que não era minha,

de vida que, por um lado,

era perfeita beleza,

por outro, pesado farto,

agonia e incerteza.


naquela árvore,

entretanto, havia vida,

e nela meus pensamentos

encontravam acolhida.




0 visualização