Carlos Arouca, poemas inéditos

Atualizado: Jun 8

HELEN


grave seus sonhos

nos filmes da vida

onde você é protagonista,

diretora da porra toda


a vida tem mais de duas vias

você por influência do signo

só precisa de duas...

as nuances são muitas

e nada determina quem tu és


você é livre

basta que seja escolha

basta que acolha

em si a sensatez.


a família cresce

em perspectiva

a vida segue ativa

cheia de variáveis

nós variamos, pra variar


você merece a felicidade

que escreveu

lembre que tudo é vaidade

até mesmo o apogeu

efêmero, passageiro até a dor

eterno mesmo é o amor.



EVELYN


Das narrativas:

"Ela é um amor"

" Evelyn veio para mudar minha vida"


Dos olhares:

O olhar atencioso de Evelyn

O olhar super-protetor de Emilly

O olhar acolhedor de Kika

O olhar de " mãe" de Jane


Da entrega:

Evelyn sabe muito mais da natureza celestial

do que nós adultos...

Sua entrega se dá num nível tão alto

Que não alcançamos


Dos carinhos:

Quem já foi abraçado por ela

E não foi afetado por inteiro

Deve orar por perdão na alma.

É bonito a reciprocidade de carinhos

Dessa família...

É uma escola de afetos, que essa professorinha ensina

passo a passo


Do mundo:

A sociedade não merece tamanho generosidade,

grandiosidade...

não se prepara para as genialidades...

só mediocridades...

Nosso Deus sábio sempre intervém

espalhando anjos na terra


Do amor:

Não sou poeta o suficiente

para traduzir o amor de Kika,

o amor de Jane,

o amor de Emilly,

e o amor de Evelyn...


Sou poeta que sabe

Sentir que amor maior não há.


Evelyn felicidades na mesma proporção que você emana.



ELIZ LIS


Um salto

Salto quântico,

Um milagre, saltando da cama

Seus gestos

Cheios de amparos

Por quem te ama.

Seus passos

Seguidos de muito amor


Tu é muito fofa menina

Nós gostamos de você


Paira divindade sobre você

Tua forma de chegar

Foi iluminado

Você chegou iluminando


As vezes sinto

Que tua intensidade

Já cumpriu tua sina

E no mais

É só destino.


Jeová,

E todos os orixás,

E todos os quantum de energia

Lhe proteja



CALEB

Saudades do que ainda não foi concebido

Todo carinho como berço estendido

Toda benção

Todo amor escudeiro

Caleb, ariano verdadeiro

“Abril” as comportas

Desague em choradeira

Caia nos braços de rua mãe guerreira

E de seu pai "mais que poeta"

O mundo de cá

Tentaremos encantar

Até que tua ajuda seja preciso

Até que através de vocês

tudo seja como no paraíso

E nós adultos possamos aprender

A partir do sorriso

Não padecer, e sim envelhecer

Aceitando o ciclo contínuo

Aceitando o destino ingênuo

Que muda sem mais nem porquê.

LARA

Princesinha agora

( E ainda)

Toda linda, cheia de charme

Não importa como chame

Ela chega se mostrando

Dizem muitos sobre as crianças

Mas quando as crianças

Falam por si

a magia acontece

A ingenuidade e a pureza

É obra tão bonita

Tão prima, tão irmã

Gosto desse carisma

Desse dengo

Dessa idade

Que enche esses lares

Lara, é pura felicidade.



À EMILY


talvez e por controvérsia

tudo que se fale de você

não te agrade...

talvez, e por isso mesmo

a tentativa de lhe agradar

seja frustrante


todavia, não obstante

lhe agraciar perpassar

primeiro por te respeitar,

tua fronteira, tua permissão


assim sendo, lhe peço licença

to dentro


você merece o respeito

o direito de silêncio

e de calar...

mandar pro calabouço

quem lhe julga

quem finge te conhecer


as vezes parece que você

curte o por do sol, astronomia

e lua cheia

mas parece tudo tão careta,

cansativo...


hoje é seu aniversário

muitos não deixam passar

despercebido

mas não lhe rabisca,

não lhe toca,

não lhe chacoalha.


você é muito querida

muito amada

de forma que lhe abrem feridas

lhe amargura


as vezes ser amada

não é a cura

é a sentença

é a esperança

de ser simplesmente respeitada...


nada fora da casca de noz

nada noves fora

tua importância entre nós

é muito mais que os nós

que não desatamos a sós

é tão grandiosa

por ser tão maravilhosa

tua existência

seu "eu" tão familiar

porque sem você a família

jamais brilhará.


_


Carlos Arouca é poeta, autor de “Osso da palavra, palavra de osso", 2017. Curador da Revista Organismo nº10. E integra a Antilogia, coletânea de poetas SP/BA. Mantêm o blog "Poeta de Praça Vazia", onde expõe suas obras literárias ao grande público.



Carlos Arouca, poeta baiano.


...


ENVIE SEU TEXTO! | Regras


Os interessados deverão enviar os poemas para giovanimiguez@gmail.com seguindo as seguintes orientações:


1. enviar, em arquivo word com até três poemas, um conto ou uma crônica de no máximo uma pagina cada, fonte Arial 12, paragrafo 1,5.


2. no final dos uma biografia de até 5 linhas, informando o seu perfil no Instagram.


3. anexar ao e-mail uma foto sua na horizontal.


4. deve constar no assunto do e-mail informações no seguinte formato: "Umanisté blog - Submissão de texto autoral - Nome".


5. Você poderá enviar até dois textos em cada gênero, desde que estejam cada texto em arquivos separados.


Será um prazer conhecer e divulgar seu trabalho autoral!


#sigaapoesia #poesiabrasileira #poesiabaiana

92 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo