Luisa Benevides, poemas

de manhã

sou eu

meu caderno

meu café

um punhado de medos

arrisco poemas médios

eles não falam dos medos

mas da manhã

do caderno

do café

o ovo da serpente

um gato está à espreita

uma poeta está à espreita

uma aluna está à espreita

às vezes numa aula

entre desenhos e anotações

vejo chocar um poema

na maioria das vezes

checo o instagram ou penso

no que tem pro jantar

o que vale mais

entender ou escrever poemas?

chocarei a serpente quando trocar

todas as minhas anotações

por poemas com desenhos nos cantos?

um poema que conta uma aula

verso é uma sonda que te lança no espaço

uma seta

um pássaro que bica a janela até abrir

e canta

verso é o que a janela encerra

o bafo que se esfumaça no vidro

a música que te leva longe

e te prende ao mesmo tempo

não me diga que nunca foi a um concerto

Luisa Benevides é carioca, psicóloga, mestra em filosofia e doutoranda em letras. É também autora do livro artesanal “azul de um minuto: poemas entre mãe e filho”, lançado em 2019 de modo independente. Atualmente, media oficinas de confecção de livros artesanais e também de escrita entre mulheres. Instagram: @luubenevides



... Para publicar seus poemas, fale comigo. [ Regras ] Os interessados deverão enviar os poemas para giovanimiguez@gmail.com seguindo as seguintes orientações: 1. enviar, em arquivo word, até três poemas de no máximo 15 versos cada. 2. no final dos uma biografia de até 5 linhas, informando o seu perfil no instagram. 3. anexar ao e-mail uma foto do poeta na horizontal. 4. deve constar no assunto do e-mail nome do poeta no seguinte formato: "Umanisté blog - Submissão de poemas - Nome do Poeta".

12 visualizações