Maritacas

Uma revoada de maritacas, nesta tarde, passou em frente à minha janela e algo em mim agora arde por não poder juntar-me a elas. Amo a liberdade destas aves, pois vêm e vão sem qualquer pressão que não seja as necessidades chaves impostas pela sua condição.



0 visualização