minha teoria poética

não planejo

(nem desejo)

os poemas

que escrevo

apenas abandono

uma palavra

(solta)

no papel, depois

sigo seus passos

seus rastros

seus saltos

(dados)

até que um poema

não planejado

nem por isso, indesejado

ganhe uma forma

ainda que indefinida

mas que eu possa

chamar de vida.


(por Giovani Miguez, em Mínima Poética)



1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo