Quem nos lê?



Desde que iniciei minha inserção na lida poética, como autor, em 2019, li e adquiri livros de mais de 400 poetas contemporâneos pouco conhecidos..


Passei a acompanhar nas redes sociais muitos desses poetas e em alguma medida comecei a divulgá-los. Do ponto de vista de um leitor tenho certeza que agreguei muito à minha formação. Entretanto, como autor, isso agregou pouco, pois dos livros que vendi, a grande maioria foi para leitores não poetas e não escritores. Com frequência, nas redes, os poetas querem vender seus livros, divulgar seu trabalho e, raramente, estão dispostos a prestigiar o trabalho dos colegas.


Por um lado, entendo. Por outro, sinto-me ressentido. A impressão que tenho é que não é uma via de mão dupla, que seus pares estão pouco interessados em te ler ao passo que cobram curtidas, comentários e uma reciprocidade que não dão. Entendo, é claro, que livros custam dinheiro e que nem todos os poetas e escritores têm recursos para adquirir livros, o que torna essa relação entre pares frustrantes.


Cheguei a enviar livros para poetas que admirava. Poucos sequer retornaram com algum comentário. Em alguns casos, tenho até dúvidas se leram.


Ser lido não é mole. Por seus pares então…


Enfim, é só um desabafo.


#giovanimiguez

#sigaapoesia


2 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo