Suturas metafísicas

Das prosas mínimas e outras poéticas*


TALIDADES


no plano do existir,

todo profeta é só pessoa,

mas que nem sempre acerta;

pois, entre o erro e o acerto,

há o real como devir.


TÂNATOS


ele desejou morrer

estando diante da morte

escolheu outra sorte


abraçou o viver

não por arrependimento

mas por avivamento


o deus mórbido

perdeu todo o sentido

diante do acometido

sentimento


24.11.2021


POR PURO DESCUIDO


pela janela aberta, um vento frio invade a casa e me atinge com suas sujidades. na cama, desesperado, salto tentando evitar o desastre. era tarde. o quarto estava imundo. eu, nú, exposto diante da vidraça translúcida arreganhada, ainda assim, apesar do corpo cheio de imperfeições, sentia-me limpo, puro e vívido diante do gozo que me fizera leve.


DOLCE FAR NIENTE


uma flor seca dentro de um livro antigo, apesar de morta, vivia e, ao viver, testemunhava um amor que pouco se sabia. na marginália do livro, um nome - Dulce - dava pistas sobre aquela história que perdeu-se na memória de alguém que não saberei quem, como não sei saberei quem foi Dulce. mas, sei que aquele instante será levado para minha estante de delicadezas insistentes.


25.11.2021


#GiovaniMiguez

#sigaapoesia




*primeiras est(éticas) do caderno "Suturas Metafísicas".

16 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo