Três poemas de José Huguenin

Azul em movimento


O planeta.... Azul

Gira rápido.

Faz o tempo voar

E o menino crescer.

As palavras, tão nítidas,

Continuam a brotar,

O amor teima em vencer...

Vence o cansaço,

O espaço vazio da comunicação,

(Re) Define linguagens...

E nosso olhar cruza com o dele praticamente na mesma linha.

O menino cresceu...

Canta outras canções,

Desperta outras emoções,

Nascem novas preocupações...

Demanda outros caminhos...

E vamos nós

Com a certeza de que não houve tempo vão

Nem rumo errado...

O Comandante do barco

Não erra destino,

Toda aprendizagem ajudou o menino...

... que cresceu,

Que cresce,

Floresce para vida,

Um bom garoto

Garoto, não, “rapaz”!

E todo movimento

Tem como motor cada momento

De dor, quando não consegue exprimir o sentimento

De amor, quando sorri faceiro

De desespero, quando os sentidos não dão conta do estímulo

... e rasga nossa pele.

Todo movimento,

A cada momento, não se dá sem dilema.

E por vezes, de repente, avança,

Assiste tranquilo toda uma seção de cinema...

Ver um elefante voar por conta de uma pena,

Dá a nós e a ele o direito de sonhar,

Preces, latidos, “para o menino tudo ou nada?”

Tudo!

As vezes lento, as vezes rápido, seja como for

O movimento azul não cessa

Enquanto o combustível for o amor...


02 de Abril de 2019

Dia internacional de conscientização do Autismo


Quanticalidades


Quanto há no universo vazio?

Ruído de nada, com infinita energia...

Silêncio na explosão onde tudo nasceu um dia...

E a matéria se fez no barro primordial

Terra, água, ar e nós se formaram com

Átomos

Movidos pelo sopro divino, flutuações

Somos e não somos, dualidade...

Emaranhados no espaço-tempo, correlações...

Incerteza precisa...

Fomos e estamos, superposições...

Viver é medir a vida, colapsar fatos...

Descobrir o valor dos observáveis...



Novas encruzilhadas do dia-a-dia


Um ano passa,

A muito custo é dado um passo,

E eis que temos uma nova encruzilhada.


Uma receita,

Um conselho,

Uma nova encruzilhada.


Uma certeza,

Uma dúvida,

Uma nova encruzilhada.


Histórias,

Vitórias,

Novas demandas,

Uma nova encruzilhada.


Que caminho tomar?

Dilema de quem ama

E não pode errar...


Um medo,

Uma suspensão,

Uma nova encruzilhada.


Que caminho tomar?

- O mesmo de antes:

Seguir para onde o coração mandar!




...

José Huguenin, de Cantagalo-RJ, é poeta e doutor em física. Atualmente vive em Volta Redonda - RJ, onde é professor universitário e membro da Academia Volta-redondense de Letras. Autor de diversos livros de poesia; entre eles, o mais recente é Koiah (Outra Margem, 2019).

0 visualização