Um conselho

para Guilherme


quer um conselho, menino?

não tome este poema como conselho,

não acredite nem no teu espelho,

pois nada, nem ninguém é tão sabido.

é uma ousadia querer aconselhar.


por isso, meu doce menino,

aceite meu poema não como verdade,

mas como uma mera possibilidade,

como um lamento, um desatino

de quem só quer se expressar.


(06.02.2020)



0 visualização