Um dedo de poesia

por Giovani Miguez


na lida cotidiana,

olho o mundo à minha volta

e sinto uma certa revolta.

quanta miséria,

meu Deus!


como me entregar?

como nesse mundo viver

sem a ousadia de reescrever

toda essa história?

ao menos tentar...


por isso,

decidi me resgatar

e, além de prosear,

sobre o esse mundo

também versejar.


em "Animal Poético" (2020)



Nesta seção (Sarau) publico músicas, declamações e leituras de poesias. Se tiver alguma para indicar, envie para mim pelo meu WhatsApp. Pode sua ou de terceiros. O vídeo precisa apenas esta publicado no Youtube.

0 visualização