Uma tragédia

o alto,

eu olhava

no chão

um pequeno

sabichão.


saltava,

todo faceiro

o dia todo

pelo terreiro

seco.


via no olhar

sua mágoa

pela escassez

de água.


ainda assim,

o pequeno arriscava

enquanto buscava

uma poça.


pobre sapo,

sem sapiência,

não percebeu

no céu

o gavião

que desceu.


adeus...


( por Giovani Miguez )




1 visualização0 comentário